TRONCO: TÓRAX E ABDOME

A dor no tórax tem várias origens: neuralgia pós-herpética, dor ligada ao câncer, dor depois de
uma cirurgia do tórax e mama. A dor no abdome pode ser: dor depois de alguma cirurgia, dor do
câncer de pâncreas e outros tumores. A dor pélvica pode ser: depois de uma cirurgia, cistite intersticial,
vulvodinia, neurites e pelo câncer e pós-radioterapia. As causas da dor são compressões, lesões e
inflamações dos nervos, os órgãos quando agredidos podem provocar muita dor insuportável.

1/10

DIAGNÓSTICOS E TRATAMENTOS

Neuralgia pós-herpética

A dor chamada neuralgia pós-herpética é mais
comum no tórax, mais pode ocorrer em outros
lugares do corpo. A inflamação dos de nervos e
gânglios durante o aparecimento do Herpes na pele causam lesão dentro dos nervos que podem provocarmuita dor e se transformar em dor insuportável. Assim a solução e fazer logo o bloqueio direto da dor, que tem ótimo resultado. Os melhores são: o bloqueio peridural transforaminal, bloqueio da cadeia
simpática mais relacionada a localização da dor e
bloqueio direto dos nervos periféricos próximos a
dor, guiados por imagens de raios-X, para ter o alívio imediato da dor e o bem estar do paciente. Nos casos em que isso não resolver podemos fazer a lesão com radiofrequência, crioablação dos nervos ou Implante de eletroestimulador medular, conforme o caso.

Tratamentos:

1:  Bloqueio peridural transforaminal


2: Bloqueio da cadeia simpática


3: Lesão de gânglio com radiofrequência


4: Bloqueio peridural translaminar


5: Crioablação de nervo intercostal


6: Lesão de cadeia simpática com radiofrequência


7: Implante de eletroestimulador medular


8: Implante de bomba de morfina intratecal

Dor do câncer do pâncreas

A dor depois do câncer de pâncreas é provocada pelo crescimento do câncer com irritação dos nervos próximos a este órgão. A compressão e irritação dos nervos por dentro, podem provocar muita dor e se transformar em dor insuportável. Assim a solução e fazer logo o bloqueio direto da dor, que tem ótimo resultado. Os melhores são: o bloqueio neurolítico dos nervos esplâncnicos ou bloqueio neurolítico do plexo celíaco, guiados por imagens de raios-X, para ter o alívio imediato da dor e o bem estar do paciente. Nos casos em que isso não resolver podemos fazer a lesão com radiofrequência ou Implante de bomba de morfina intratecal, conforme
o caso.

Tratamentos:

1:  Bloqueio neurolítico dos nervos esplâncnicos


2: Bloqueios neurolítico do plexo celíaco


3: Lesão de nervos esplâncnicos com radiofrequência


4: Implante de bomba de morfina intratecal

Dor no câncer do abdome e tórax

A dor depois do diagnóstico do câncer tem várias origens as mais comuns são causadas pelo: o crescimento do câncer, cicatriz da cirurgia e pós-radioterapia.


As compressões, lesões e inflamações de nervos por dentro, podem provocar muita dor e se transformar em dor insuportável. Assim a solução e fazer logo o bloqueio direto da dor, que tem ótimo resultado. Os melhores são: bloqueio
neurolítico dos nervos esplâncnicos, do plexo celíaco e bloqueio do plexo hipogástrico e bloqueio direto dos nervos periféricos próximos a dor, guiados por imagens de raios-X,
para ter o alívio imediato da dor e o bem estar do paciente. Nos casos em que isso não resolver podemos fazer a lesão com radiofrequência ou Implante de eletro estimulador
medular, conforme o caso.

Tratamentos:

1:  Bloqueio neurolítico dos nervos esplâncnicos


2: Bloqueios neurolítico do plexo celíaco


3: Bloqueio neurolítico do plexo hipogástrico


4: Bloqueio neurolítico da cadeia simpática


5: Bloqueio peridural dorsal


6: Crioablação de nervo intercostal


7: Lesão com radiofrequência


8: Implante de eletroestimulador medular


9: Implante de bomba de morfina intratecal

Dor no tórax e dor na mama

A dor no tórax tem várias origens as mais comuns
são: a neuralgia pós-toracotomia, pós-cirurgia da
mama e degeneração articular das costelas. As
compressões, lesões e inflamações de nervos de
dentro da cavidade do tórax, costelas até a coluna
nas costas, podem provocar muita dor e se
transformar em dor insuportável. Assim a solução e
fazer bloqueio direto da dor, que tem ótimo
resultado. Os melhores são: o bloqueio peridural nos níveis das raízes nervosas afetadas, bloqueio das cadeias simpáticas mais relacionadas a localização da dor e bloqueios direto dos nervos periféricos próximos a dor, guiados por imagens de raios-X, para ter o alívio imediato da dor e o bem estar do paciente. Nos casos em que isso não resolver podemos fazer a lesão com radiofrequência, crioablação dos nervos ou Implante de eletroestimulador medular, conforme o caso.

Tratamentos:

1:  Bloqueio transforaminal dorsal


2: Bloqueio peridural dorsal


3: Bloqueio da cadeia simpática dorsal


4: Bloqueio de gânglio estrelado


5: Lesão de gânglio com radiofrequência


6: Crioablação de nervo intercostal


7: Lesão de cadeia simpática com radiofrequência


8: Implante de eletroestimulador medular


9: Implante de bomba de morfina intratecal

Dor na região genital - cistite intersticial

A dor nos órgãos genitais tem várias origens as mais comuns são: depois de cirurgias do ovário, útero e bexiga, inflamações e infecções crônicas da bexiga, tumores, incisões, lesões de cirurgias, cistite intersticial, vulvodinia, neurite do pudendo e
radioterapia.


As compressões, lesões e inflamações dos nervos
genitais podem provocar muita dor e se transformar em dor insuportável. Assim a solução e fazer bloqueio direto da dor, que tem ótimo resultado. Os melhores são: o bloqueio do plexo hipogástrico, bloqueio da cadeia simpática lombar e bloqueio de gânglio relacionada a dor, guiados por imagens de raios-X, para ter o alívio imediato da dor e o bem estar do paciente. Nos casos em que isso não resolver podemos fazer a lesão com radiofrequência, crioablação dos nervos ou Implante de eletroestimulador medular, conforme o caso.

Tratamentos:

1:  Bloqueio de plexo hipogástrico superior


2: Bloqueio da cadeia simpática lombar


3: Bloqueio de gânglio da raiz dorsal


4: Bloqueio de plexo hipogástrico inferior


5: Neurólise de plexo hipogástrico com fenol


6: Lesão de cadeia simpática com radiofrequência


9: Crioablação de nervos periféricos do abdome


10: Implante de eletroestimulador medular


11: Implante de bomba de morfina intratecal

Dor na cavidade pélvica - Dor retal, Dor pós-radioterapia

A dor pélvica tem várias origens as mais comuns são: na cavidade pélvica a dor é provocada depois de cirurgias, dor pela cistite intersticial, vulvodinia,
neurites, dor nos tumores de cólon, dor retal e dor
pós-radioterapia.


As compressões, lesões e inflamações de nervos de dentro da cavidade pélvica, podem provocar muita dor e se transformar em dor insuportável. Assim a solução e fazer bloqueio direto da dor, que tem ótimo resultado. Os melhores são: o bloqueio do plexo hipogástrico, bloqueio da cadeia simpática e bloqueio do gânglio ímpar, guiados por imagens de raios-X, para ter o alívio imediato da dor e o bem estar do paciente. Nos casos em que isso não resolver podemos fazer a lesão com radiofrequência ou Implante de eletroestimulador medular, conforme o
caso.

Tratamentos:

1: Bloqueio do plexo hipogástrico


2: Bloqueio da cadeia simpática lombar


3: Bloqueio do gânglio ímpar


4: Bloqueio peridural sacral


5: Bloqueio neurolítico do plexo hipogástrico


6: Lesão de cadeia simpática com radiofrequência


7: Lesão do gânglio ímpar com radiofrequência


8: Implante de eletroestimulador medular


9: Implante de bomba de morfina intratecal